18 setembro, 2013

Obrigada pelos bons tempos



    Obrigada pelas cervejas divididas nos bares de esquina que você me levava. E pelas noites nos motéis baratos em que me abraçava e jurava que nunca iria partir. Obrigada pelos rolês errados e pelas noites certeiras em que nós não fazíamos nada, mas parecíamos mais felizes do que qualquer outro dia. Obrigada por te me apresentado seus amigos e ter me deixado fazer parte da sua vida mesmo quando você já sabia, no fundo, que eu não duraria muito tempo.

   Obrigada por ter me feito sentir especial. Por ter aumentado meu ego. Por ter me acompanhado nos jantares de família, nos aniversários dos meus amigos e nas datas comemorativas que diziam que você deveria me amar. Obrigada pelas flores, mesmo que elas tenham morrido junto com todas as suas juras de um futuro que nunca chegou. Obrigada pelo amor que você nunca me deu de verdade.

    Obrigada pelas risadas. Pelas tardes de domingo na sua casa, pelas segundas-feiras em que ficamos deitados no meu sofá. Obrigada pelos planos que não deram certo e pelas noites sem planos que acabaram na sua cama. Obrigada por ter me levado às alturas e por ter me jogado no chão sem paraquedas ou cama elástica lá embaixo.

    Obrigada pelas pingas que me deu para experimentar. Pelos jogos de futebol que me fez assistir. E pelas peças de teatro que me levou. Obrigada pelo show da minha banda preferida. Por ter me aguentado gritando e desejando aquele homem em cima do palco mil vezes mais bonito do que você. E obrigada por ter me feito acreditar que não importava que ele tivesse mais beleza, você ainda era melhor que ele. (Quando, na verdade, não era).

    Obrigada por ter cuidado de mim nos meus porres. Por ter me levado ao hospital por causa de qualquer gripe besta. E por ter entendido meu mau humor na TPM. Obrigada pelos remédios de cólica que comprou, sabendo como eu sofria com tudo isso. E obrigada por ter se importado quando eu quase morri do coração achando que tinha engravidado.

    Obrigada por ter sido o melhor pior namorado do mundo. Por ter fingido tão bem, a ponto de me fazer imaginar uma vida toda ao seu lado, com cachorros, filhos e uma casa com churrasqueira. Obrigada por ter tentado, mesmo enquanto seu íntimo te pedia para correr e buscar qualquer outra coisa (ou pessoa) que não fosse eu. Obrigada por ter tentado fazer as coisas da melhor forma, mesmo que você tenha acabado da pior forma possível. Obrigada por ter me traído.

    Obrigada por ter pedido desculpas. E por ter mentido dizendo que se importava com o meu coração partido. Obrigada por ter dito que não havia outra pessoa. E obrigada também por ter desfilado com ela tão cedo por aí. Obrigada por ter me ensinado um pouco mais sobre o amor e, ainda mais, sobre o desamor. Obrigada por ter ficado e, principalmente, por ter ido. Te agradeço mesmo, do fundo do meu coração, por ter batido a porta e me deixado destroçada entre os pedaços do nosso passado. Porque ainda que tenha doído, você me fez o favor de me arrancar da ilusão de algo que nunca foi. Então, amor, obrigada. Pelo gran finale dos nossos bons tempos: ter me livrado de você


Texto escrito pela colunista Érica Maria

16 comentários:

  1. Adorei o texto, novamente perfeito <33
    Kiss
    With You

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    http://www.pinterest.com/manyelly/
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Nossa... Adorei o texto. Adorei o final "ntão, amor, obrigada. Pelo gran finale dos nossos bons tempos: ter me livrado de você."

    Beijos,
    http://caheoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por ter feito um texto tão perfeito a ponto de eu desejar que ele continuasse por mais tempo de tão bom que era a leitura... obrigada, por me fazer enxergar o "outro lado do amor" em apenas um texto...
    Parabéns, você elaborou muito bem Érica, o mais legal é que essa repetição de obrigado fez o texto ficar profundo, como se tudo não passasse de uma ironia, talvez seja isso né?
    Muito bom mesmo...
    Beijos
    sonhos-constantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nossssaaaaa :o
    Simplesmente amei, sério.
    Ainda mais o final, chave de ouro rs

    Beijão.
    Vitamina de Pimenta

    ResponderExcluir
  6. Olá,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super curtindo a fanpage,parabéns pelo cantinho.

    Gostaria de te convidar para conhecer meu Blog e se gostar e puder curtir a fanpage também,será muito bem vindo,sinta-se em casa.

    http://emcasademaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa isso é profundo rs
    Amei, sério.
    Adorei o blog, estou seguindo.
    Da uma passadinha lá no meu *-*

    http://espacinhodoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto. Logo vê que está carregado de sentimento.
    Pelo menos, só consigo escrever assim quando realmente estou sentindo tudo isso.
    Parabens pelo texto que está incrível.

    Beijos,
    Bell
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/ ( se puder segue lá)

    ResponderExcluir
  9. Como é bom quando encontramos um texto tão envolvente e bem escrito na blogosfera. O final foi surpreendente!

    ResponderExcluir
  10. Nossa eu tenho vontade de voltar a escrever quando era mais nova eu escrevi muito!
    Lindo o seu texto emocionante!
    bjkas

    ResponderExcluir
  11. Amei seu texto, muito tocante *-*
    http://www.sorrisoselivros.com/
    Beijão.

    ResponderExcluir
  12. Oiê...... Menina mais um arraso de um texto ein... simplesmente apaixonada.... pela sua escrita.... Já fazia um tempão que eu não vinha aqui... saudades desse blog que gosto e muito... Desculpe por ter sumido... Vou voltar aqui com mais frequência... pois gosto muito da estrutura do blog e principalmente das postagens super interessantes.... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Nunca mais passei aqui, né? É a correria rsrs
    Seu blog está liiindo, parabéns!
    Abraços!
    Taiane.
    http://bloglivrosecha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  15. Nossa que texto mais lindo *-* Estou num momento da minha vida em que eu não poderia ter me identificado mais do que o fiz. Com certeza a frase que eu mais gostei foi: "E ter me deixado fazer parte da sua vida mesmo quando você já sabia, no fundo, que eu não duraria muito tempo."
    Palavras tão lindas que quando o texto chegou ao fim eu desejei ler mais.
    Beijoos,
    http://setimaondaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Cade o livro dessa garota, meu deus
    Que show foi esse. Impossível não lembrar de uma parte de mim que ficou para trás. Lindo mesmo.
    "Obrigada por ter sido o melhor pior namorado do mundo." Se sair um livro, com certeza vou querer ler.
    Abraços
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir