21 agosto, 2014

Resenha: Da Terra à Lua

  O escritor francês Júlio Verne é uma das figuras literárias mais veneradas de todos os tempos. Uma explicação para isto pode ser encontrada no livro Da Terra à Lua (Editora Melhoramentos), uma das obras mais famosas do autor. 




Autor: Júlio Verne
Editora: Melhoramentos
Páginas: 128
Nota do Peças: 4/5




O livro narra as descobertas dos membros do Clube do Canhão que, com o fim da Guerra da Secessão, ficam entediados e sem motivos para exercitar seus conhecimentos e capacidades de guerra. Mas esta melancolia logo é quebrada pelo presidente do Clube, que lhes apresenta planos que podem levá-los, literalmente, da Terra à Lua.


" Eles haviam ultrapassado os limites humanos impostos por Deus às criaturas terrestres."


   A história traz inicialmente uma ironia aos mentores políticos americanos do período; suas futilidades, a satisfação pessoal que abstraíam da guerra, a ociosidade que os períodos de paz lhes impunham. O espírito perfeito daqueles que conseguiriam realizar, posteriormente, o maior feito científico alcançado pelo homem: a viagem à Lua. Verne apenas confirmava a ideia que corria em sua época de que o futuro e o progresso estavam na América.

    O foco inicial é simples; os membros do Clube do Canhão estão reunidos, lembrando as glórias de um recente passado e se queixando de, após terem servido ao seu país com armas e lutado nos campos de batalha, estarem agora entregues ao esquecimento e à ociosidade.   Esperançosos, olham para o futuro, mas não veem nenhuma perspectiva de guerra se aproximando.

    É nesse ânimo que andam as coisas quando o presidente do Clube, Sr. Impey Barbicane, convoca-os a todos para transmitir um comunicado. Quando já estão reunidos, se espremendo apertados nos salões espaçosos do Clube, ele fala calmamente sobre um ambicioso e viável projeto que surpreenderia a todos e os manteriam ocupados: criar um projétil que, dotado de uma boa velocidade inicial, poderia alcançar a Lua.

    Essa é a base de toda a trama. O livro, lançado em 1865, surpreendeu o público por sua precisão científica e pela ideia ousada que defendia – que o ser humano um dia alcançaria a Lua. Mas, afinal, era apenas mais uma obra de ficção. Entretanto, 104 anos depois, acontece o impossível: uma equipe de norte-americanos chega à Lua em uma nave tripulada. Exatamente como Verne previra.

    Este livro sintetiza o espírito de Júlio Verne; em sua vida, foi mais do que um escritor de ficção científica. Era uma pessoa que acreditava na capacidade do homem de fazer o impossível e descobrir os mistérios do desconhecido. Por esta razão, esta obra é dedicada a todos os seres humanos que acreditam em si mesmos, sem, entretanto se orgulharem de sua singularidade no Universo. 

    São por estes motivos que o francês é venerado; ele é um inventor de realidades. Suas obras foram se cumprindo ao longo das décadas e dos séculos. Não porque Verne fosse um profeta. Simplesmente porque ele não via no improvável e impossível um limite para o ser.

por Diego B. Oliveira

30 comentários:

  1. Acho que é um livro muito complexo, mas ao mesmo tempo muito interessante. Por mais que não curta muito coisas que envolvam a política e etc.

    www.nahboa.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Confesso que ainda não tinha nada sobre essa obra...
    Mas tudo o que li nessa resenha me deixou animada com o livro.
    Se "esta obra é dedicada a todos os seres humanos que acreditam em si mesmos, sem, entretanto se orgulharem de sua singularidade no Universo.", com certeza eu quero ler um dia!
    ótima resenha!
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Diego, gostei da sua resenha! Julio Verne é um autor muito famoso e clássico, e muitas pessoas acabam esquecendo do clássico! Valeu a pena lembrar dele!

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Diêgo.
    Nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas sua opinião super positiva me chamou atenção. Fiquei curioso por a narrativa, por a criação própria de uma realidade só do autor. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu sou apaixonada por Júlio Verne. Ele é tão incrível. *-*
    Esse é, sem dúvida, um dos meus livro preferidos. A ideia de lançar um projétil na lua é genial. rs
    Eu vivo falando dele e recomendo o tempo todo. ^^
    Beijo

    http://canastraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Momento da vergonha literária: nunca li Júlio Verne. Li só quando era criança aquelas versões simplificadas, sabe? Aí está algo que preciso ler logo! ótima resenha, aliás...

    Beeijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que incrível! Sendo sincera eu não conhecia o escritor, mas conforme você explicou a história ela me pareceu "real", pelo que vi e ouvi sobre a 2ª Guerra e a Guerra Fria. Fiquei surpresa como sua ficção se tornou realidade e não o contrário. Isso é realmente incrível.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Diêgo!
    Eu nunca li nada do Verne. Mas sou looouco para ler. Juro. Ainda não entendo porque não cheguei a adquirir alguma obra dele.
    Sua resenha está ótima. Não conhecia este livro, mas as tuas palavras sobre o mesmo deixaram-me imensamente curioso. Parece ser uma leitura muito boa.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Ola Diego, parabens pela resenha. Eu curto Julio Verne e gostei de ver sua posição sobre o livro. Parabens de novo. Abçs

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Já estou lhe seguindo no blog.

    Entro em contato para divulgar meu trabalho.
    Faço bolsas artesanais.

    Venha conhecer minha fan page:
    https://www.facebook.com/pages/Bolsinhas-de-uma-Leide/254377631336807

    Esse é meu blog, aqui você vai visualizar mais trabalhos:
    http://bolsinhas-leide.blogspot.com.br/

    Desde já agradeço.
    Fique com Deus.

    BeijOs
    Leide

    ResponderExcluir
  11. Oie! Amei um dos livros dele que eu li! Espero em breve ler os outros!
    Bjs, tem promoção no blog http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/08/promocao-de-aniversario-do-amor.html
    se puder comentar nesse post ajudará muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/08/semana-eu-amo-nacionais-dia-5-herdeira.html
    Nay =D

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de Livros clássicos, é como se você retornasse ao passado.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Sempre tive vontade de ler alguma obra do Júlio Verne, infelizmente não tenho nenhum livro desse autor tão falado!
    Sua resenha ficou perfeita, amei esse final onde você falou sobre o improvável e o impossível na visão de Júlio Verne.
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  14. Nunca tinha ouvido falar desse livro, adhuaudhauhdauhdauhda. Que vergonha eu sou.

    Adorei a resenha, e o livro parece muito interessante.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
  15. Oi Diêgo!

    Não conhecia esse livro mas o achei
    muito interessante. Adorei a resenha!

    Http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Achei muito interessante! Nunca li nada assim :)
    Ótima resenha...

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  17. Gostei da resenha Diego. Julio Verne me parece ser um excelente escritor, apesar de nunca ter lido suas obras e este livro, em especial, parece ser fantástico. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  18. Olá Diego,
    adoro ler suas conjecturas nas postagens do meu blog, e agora me vi encantada pela forma que escreveu essa resenha. Gostei bastante dos termos utilizados. Quanto ao livro, não sei se o leria, mas apesar disso me pego pensando no impacto que deve ter causado na época em que foi publicado, 1865, uma trama mais de um século a frente do seu tempo, melhor que isso seria poder saber como o autor presenciaria sua ficção se tornar realidade tempos depois, pena que esse tipo de coisa não é passível de acontecer.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia este livro dele, mas parece uma leitura produtiva. Li apenas Viagem ao Centro da Terra, na época que li achei ele fantástico é complexo ao mesmo tempo, acho que isso é bem a cara do autor né, nos fazer pensar.


    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  20. muito boa a resenha :D

    Beeijos, ♥

    http://www.paaradateen.com
    http://www.facebook.com/PAARADATEEN
    INSTAGRAM: @luannaandrade_

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bom?
    Ainda não li esse livros, mas ouvi coisas ótimas sobre ele!
    Adorei sua resenha, ficou ótima!!

    Abraços
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oiee ^^
    Não conhecia o livro, e nunca tinha ouvido falar no autor, mas depois de ler a sua resenha, pesquisei um pouco sobre ele. Os livros dele não me deixaram muito interessada...
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Só li a volta ao mundo pela melhoramentos também e gostei até hahaha
    mas não leria agora, talvez um pouquinho pra frente.
    adorei isso que você falou que o Julio trata no livro, de acreditar no impossível, porque geralmente não é o que fazemos né? Gostei demais :)
    ja estou seguindo seu blog tb, viu ?
    oloco mas esse poderia ser branco haha
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  24. Nao conhecia e nunca tinha ouvido falar, mas quero ler, pq sua resenha nos mostra que esse e um livro dedicado os seres humanos que acreditam em simesmos. Adorei isso. Bjs
    http://www.radarmexeriqueiro.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi tudo bem? Já li um livro do Julio Verne e não gostei muito :\
    Gostei da sua opinião sobre o livro, parabéns pela resenha. Abraço!
    www.likelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Olá Diego!
    Verne é um dos autores clássicos que me despertou bastante interesse.
    Vários de seus livros me chamam a atenção, alguns são os mais infantis( eu acho), eu estava planejando a leitura de A Volta ao Mundo em 80 dias esse mês, mas não sei como vai ser ^^
    Sempre que eu passo na saraiva eu vejo a edição da landmark desse livro, e fico namorando ela por um tempo haha.
    Ótima resenha =)

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oi Diego!

    Infelizmente ainda não li nenhuma obra do autor e pela sua resenha, acredito que este livro é bem interessante, será que é uma boa para quem nunca leu nada do autor?

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  28. Oi Diego,
    Julio Verne é um mágico das palavras, ele faz milagre, ele abre nossa mente, ele nos teletransporta para suas histórias e cenários!
    Nunca tinha lido uma resenha desse livro e a sua me ganhou, já estou indo colocar ele dentre os desejados no skoob e comprá-lo assim que der!
    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  29. Nossa...nunca li nenhuma obra do escritor, mas pelo que escreveu ele parece ter tido condutas de gênio. Concordo com você que ele escreveu essas coisas magníficas que se cumpriram porque ele pensava alto, sem barreiras e acreditava que nada é impossível para o homem. Vou adicionar esse livro na minha lista de futuras leituras.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  30. Olá Diego,

    Já li duas obras do autor e achei excelentes, esse livro ainda não li mas pretendo ler um dia, ótima dica.....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir